O que é ?

O Teste Ergométrico ou Teste de Esforço ou Cicloergometria é um teste que avalia de forma não invasiva o comportamento do sistema cardiovascular através do esforço físico. Ele pode ser realizado tanto em uma esteira quando em uma bicicleta ergométrica. O nome do desse exame deriva da palavra Ergometria, que é a ciência que mede a quantidade de trabalho realizado pelo corpo durante um exercício físico.

Como funciona ?

O paciente realizará o preparo para o teste, conforme orientação do cardiologista, suspendendo algumas medicações de uso contínuo. Ele deve trazer roupas e tênis confortáveis para a realização do exame. Geralmente, os homens ficam com o tórax exposto, e as mulheres vestem um “top esportivo” e roupa de ginástica – “calça leg” . Em seguida, um sistema de eletrodo de 12-15 derivações é colocado sobre a superfície corporal do paciente. O médico que realizará o exame explicará sobre a velocidade e a progressão do esforço, assim como realizará as aferições da Pressão Arterial geralmente a cada mudança de estágio (tempo variável de acordo com o protocolo), bem como auscultará seu precórdio se julgar necessário. O protocolo de BRUCE é o mais adotado mundialmente para a realização do exame (vide figura abaixo).

Para que ele serve ?

O teste ergométrico geralmente é o primeiro exame a ser solicitado na investigação de dor torácica. No entanto, ele não se restringe ao rastreio de doença coronariana. Abaixo, citarei algumas outras indicações do Teste de Esforço:

1. Investigação de doença coronária – pacientes de risco intermediário com ECG interpretável (15-85% PPT)

2. Avaliação prognóstica de coronariopatia documentada;

3. Diagnóstico diferencial de dor torácica aguda;

4. Estratificação de risco pós-infarto;

5. Avaliação de arritmias cardíacas;

6. Avaliação da capacidade funcional e para realização de prescrição de atividades físicas;

7. Avaliação de marca-passo dotado de biossensor e CDI ;

8. Avaliação terapêutica / Resposta em programas de reabilitação cardíaca;

9. Auxiliar no manejo de valvopatias;

10. HX familiar de DAC precoce ou de morte súbita;

Que dados ele fornece ?

Inúmeros dados, e todos eles dependem do motivo da solicitação. Exemplos:

-Análise de traçado do eletrocardiograma;

-Detecção de arritmias ou isquemia miocárdica;

-Reserva cronotrópica (como está o sistema elétrico do coração);

-Capacidade funcional do paciente;

-Presença ou não de Angina (dor) ao esforço;

-Outros.

Quando ele acaba ?

O teste geralmente é interrompido pelo médico, caso ele julgue necessário, ou então por solicitação do paciente (cansaço);

Abaixo, seguem alguns motivos para o médico interromper o Teste de Esforço:

-Dor progressiva;

-Aumento muito importante da pressão arterial;

-Sinais de baixo débito por parte do paciente (cianose/palidez/tontura..etc);

-Queda importante da pressão arterial intra-esforço;

-Falta de ar progressiva;

-Surgimento de arritmias malignas ou bloqueios no sistema de condução;

Qual a chance de acontecer algo de ruim comigo durante o teste ?

A taxa de complicações durante o Teste Ergométrico é baixíssima! O TE é considerado um exame super seguro. Vejam por exemplo esses 2 dados abaixo:

-Incidência de arritmias malignas = 1 a cada 5.000 exames;

-Taxa de óbito ou infarto durante o teste = 1 a cada 10.000 exames;

Há contraindicações para realização do teste ?

Sim. São inúmeras, mas vou listar algumas:

-Infarto recente (indicação deve ser individualizada);

-Arritmias de QRS largo;

-Pericardite aguda nas últimas 6 semanas;

-Miocardite aguda nos últimos 3 meses;

-Endocardite ativa;

-Tromboembolismo Pulmonar nos últimos 6 meses ou hipertensão pulmonar importante;

-Estenose Aórtica grave sintomática;

-Estenose Mitral grave;

-Gestação;

-Dissecção de Aorta;

-Cardiomiopatia Hipertrófica – forma obstrutiva;

Ficou com alguma dúvida? Entre em contato conosco!

——————————————————————————-

Texto escrito pelo Cardiologista: Dr. Pedro Henrique Pedruzzi Segato

CRM 37.112 – RQE 28231

Contato : (41) 3024-7296 / ou (41) 99135-2006
Rua Senador Souza Naves, 522 – Alto da XV – Curitiba – PR CEP: 80045 – 190
contato@centrodearritmia.com.br