Para que serve a cirurgia ?

Você realizou uma cirurgia cardíaca de bypass coronariano. Nesse procedimento, o cirurgião utiliza artérias (mamárias) ou veias (safenas) a fim de desviar o sangue de uma área de estreitamento por colesterol para uma área sadia da artéria coronária, de forma a manter o suprimento de sangue adequado para o músculo do coração (miocárdio).

Como é a recuperação ?

Após a realização da cirurgia e da alta médica para casa, é comum que haja dúvidas sobre os sintomas mais comuns e os cuidados gerais, além da liberação para atividades cotidianas e exercícios físicos. Vamos responder:

-Sintomas como falta de apetite podem perdurar por algumas semanas;

-Sintomas depressivos ou de tristeza podem ocorrer após a cirurgia em até 20-40% dos casos! Eles acontecem por uma soma dos sentimentos de inutilidade e culpa, privação de sono ou excesso do mesmo; Se esses sintomas perdurarem por mais de 2 semanas, entre em contato com o seu cardiologista para que ele possa lhe prover o tratamento adequado para sua condição;

-Constipação pode ser comum após alguns dias da cirurgia, pois medicações utilizadas para o controle da dor podem interferir no trânsito intestinal, além do fato de o aporte alimentar estar reduzido;

-É comum haver problemas para dormir devido às alterações do ciclo sono-vigília intra-hospitalar e da falta de atividades durante o dia. Isso melhora com o passar dos dias em casa;

-É comum, caso o cirurgião tenha utilizado a veia safena da perna para o procedimento, que a perna fique inchada. Mantenha-a elevada e use meias de compressão leve. Em alguns casos isso pode ajudar;

Quais os cuidados com as feridas ?

-Não tome banhos de imersão por 4 semanas após o procedimento (banheiras, piscinas, mar..);

-Lave sua ferida com sabonete -gentilmente- e seque-a bem após o banho;

-Não aplique loções, óleos ou cremes/pós sobre a ferida sem ter a indicação para tal;

-Mantenha sua perna elevada -caso tenha tirado a veia safena;

-Controle bem sua diabetes, se tiver;

-Utilize protetores solares ou gel de silicone para melhorar a aparência da sua cicatriz, mas só após a indicação pelo médico – geralmente permite-se o uso após visualização da ferida na reconsulta pós-operatória pelo cardiologista, e permite-se o uso de maquiagens e protetores locais após 2-3 semanas da cirurgia;

-Saiba que é normal sentir formigamento no local da ferida após a cirurgia;

-Evite também levantar pesos por 6-8 semanas após a cirurgia cardíaca;

Converse com o seu cardiologista durante a fase de recuperação se houver presença de febre, vermelhidão no local das feridas, aumento da temperatura no local ou vazamento de secreção purulenta. Uma ferida em boa evolução deve ter um aspecto similar ao ilustrado na foto abaixo:

Quais as complicações relacionadas às feridas ?

Pode ocorrer complicações das feridas operatórias em até 1% dos casos, na ferida do tórax, e 15-20% nas feridas da perna. As complicações mais comuns são dor local, trombose, infecções, deiscência de sutura ou outras.

Os principais fatores de riscos para a ocorrência dessas complicações são a obesidade, a presença de diabetes, o tempo de cirurgia, o uso de duas artérias mamárias na cirurgia, reoperações, e etc.

Fiz a cirurgia. Resolvi meu problema ?

Não. A cirurgia ajuda a tirar os sintomas, melhorar a função ventricular, melhorar o prognóstico e a isquemia cardíaca. Porém, ela não freia o desenvolvimento da doença coronariana per se. O que irá melhorar o prognóstico e ajudar a “resolver o problema” é a atuação (sua e pelo médico) sobre as causas da doença, ou seja: mudar os hábitos de vida, controle dos fatores de risco, uso de medicamentos, prática de exercícios físicos, e etc.

——————————————————————————-

Texto escrito pelo Cardiologista: Dr. Pedro Henrique Pedruzzi Segato

CRM 37.112 – RQE 28231